Cirurgia das Pálpebras – Rejuvenescimentos dos olhos

A cirurgia das pálpebras ou blefaroplastia, melhora a aparência da região ocular ou palpebral, retirando os sinais de envelhecimento como excesso de pele superior e inferior, queda das sobrancelhas e o prolapso das gorduras perioculares que formam bolsas ao redor dos olhos.


O que é uma Blefaroplastia?

A cirurgia das pálpebras ou blefaroplastia, é a cirurgia que melhora a aparência da região ocular ou palpebral, retirando os sinais de envelhecimento como excesso de pele superior e inferior, queda das sobrancelhas e o prolapso das gorduras perioculares que formam bolsas ao redor dos olhos. Tem como resultados deixar aos olhos uma aparência descansada e alerta, e impedir problemas que ao longo prazo podem prejudicar a visão.

Condições que são tratadas por essa cirurgia:

– Bolsas de gordura que ficam inchadas ao redor dos olhos na parte interna e abaixo dos olhos dando aparência de cansado
– Pele em excesso que se mostra flácida e enrugada e que na parte de cima pode esconder os cílios e forçar a visão.
– Rugas periorbiculares que formam os famosos pés de galinha
– Exposição da parte inferior do olho quando a pálpebra inferior se apresenta rebaixada, a cirurgia pode reposicionar os tecidos

Esta cirurgia é indicada para mim?

Este procedimento é normalmente realizado em homens e mulheres adultos que possuem tecidos faciais saudáveis e com objetivos realistas quanto a cirurgia, para melhorar a aparência da área ocular superior e inferior, e ao redor.

Bons candidatos para a Blefaroplastia:
– voce está fisicamente saudável
– não fuma
– tem expectativas positivas e realistas quanto ao resultado de melhora da sua aparência individualizada
– não possue condições oculares ou outras doenças sérias

Você deve dizer ao seu medico caso tenha:
– glaucoma, descolamento de retina ou secura nos olhos
– desordens da tiróide como doença de Graves, hiper ou hipotiroidismo
– doenças cardiovasculares, pressão alta, diabetes ou outras doenças circulatórias

Quanto custa uma blefaroplastia?

O custo geralmente é relativo por se tratar de uma cirurgia eletiva. Blefaroplastias variam muito de preço. O valor do trabalhos de um cirurgião plástico pode variar de acordo com sua experiência e região que trabalha.

Normalmente associamos a cirurgia videoendoscopica que através de pequenas incisões escondidas no couro cabeludo, levantamos as sobrancelhas para abrir mais o olhar e reposicionar estes tecidos.

A associação do laser também é comum, uma vez que sedado o paciente, fica mais fácil e pratico proferir o rejuvenescimento global da pele e da sua qualidade.

Os custos totais da cirurgia incluem:
– Taxa do centro cirúrgico hospitalar
– Honorários do cirurgião plástico
– Honorários do cirurgião assistente
– Honorários da instrumentadora
– Honorários do anestesista
– Taxa de aluguel do aparelho de laser quando requisitado
– Taxa de aluguel do aparelho de videoendoscopia quando requisitado
– Medicamentos no pós-operatório
– Exames pré-cirúrgicos

Sua satisfação e resultado envolvem mais que uma taxa.
Esteja certo de escolher um cirurgião plástico qualificado e um hospital de excelência em segurança e qualidade. Procure sempre cirurgiões plásticos associados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

O que esperar durante uma consulta de Blefaroplastia?

O sucesso e a segurança da sua cirurgia dependem muito da sua sinceridade com o cirurgião plástico durante a consulta. Serão colocadas muitas perguntas sobre sua vontade, sua saúde e seu estilo de vida. Respostas verdadeiras são essenciais.

Esteja preparado para discutir sobre:
– O porquê que você deseja essa cirurgia
– Condições medicas, alergia à drogas e tratamentos médicos prévios
– Uso de medicações, vitaminas, suplementos fitoterápicos, álcool, tabaco e drogas
– Cirurgias prévias

Seu cirurgião também vai:
– Analisar seu estado geral de saúde e condições gerais, e fatores de risco
– Examinar e medir seu rosto e proporções
– Tirar fotos para arquivo médico
– Discutir as opções e recomendar um plano cirúrgico
– Discutir peculiaridades da cirurgia, riscos e potenciais complicações
– Discutir o tipo de anestesia a ser utilizada

Preparando-se para a blefaroplastia

Antes da cirurgia, você necessitará:
– Realizar testes laboratoriais
– Tomar medicamentos prescritos pelo seu cirurgião plástico e ajustar os medicamentos próprios que você toma se for o caso
– Abster de fumar antes e depois da cirurgia por ao menos 3 semanas antes e 3 semanas depois
– Evitar o uso de aspirinas, antiinflamatorios, suplementos fitoterápicos que podem aumentar o sangramento

Instruções especiais antes da cirurgia:
– Fazer jejum de pelo menos 8h antes da cirurgia
– Discutir o tipo de anestesia a ser utilizado
– Cuidados a serem realizados no pós-operatório

Seu cirurgião plástico também ira discutir aonde será realizado sua cirurgia, blefaroplastias devem ser feitos dentro de centros cirúrgicos acreditados em clinicas ou hospitais especializados.

Você precisará de ajuda
Esteja certo de arrumar uma pessoa para te ajudar durante sua recuperação no hospital e em casa após a alta hospitalar.

Passo a passo das blefaroplastias

Etapa 1 – Anestesia
Medicações serão administradas para seu conforto durante a cirurgia. Sedação intravenosa com anestesia local ou anestesia geral são as opções. Seu anestesista em conjunto com o cirurgião plástico decidirão o melhor para o seu caso.

Procedimentos em conjunto normalmente são associados como:
– preenchimentos para diminuir rugas e dar volume às áreas especificas como as rugas de pés-de-galinha e maças do rosto
– laser para renovar a pele e diminuir rugas
– toxina botulínica para diminuir a contração dos músculos que produzem rugas

Etapa 2 – As incisões
As incisões utilizadas são feitas para que fiquem escondidas e discretas, a região periocular é a que possue a melhor cicatrização no nosso corpo, onde muitas vezes as cicatrizes ficam praticamente imperceptíveis.

As bolsas de gordura podem ser retiradas através de incisões por dentro e abaixo dos olhos, chamada de técnica transconjuntival.

Com a videoendoscopia, utilizamos pequenas incisões escondidas dentro do couro cabeludo, e descolamos os tecidos por baixo da pele utilizando uma pequena câmera e pequenos instrumentos, após isso tracionamos os a sobrancelha com fios ou placas absorvíveis. Músculos que formam as rugas nessa região podem ser enfraquecidos através dessa técnica

Etapa 3 – Fechando as incisões
Após as incisões, fazemos os tratamentos dos tecidos, descolamos e retiramos a pele que esta em excesso, retiramos excesso de músculo e gordura da orbita que estão deslocados.

Fechamos as incisões com fios de nylon que dever ser retirados em no máximo 5 dias.

Feito então o curativo local, aplicamos micropore para proteger a pele.

Etapa 4 – Resultados
Os resultados são visíveis imediatamente após a cirurgia, porem ocorre muito inchaço e edema, também arroxeamento, mas a cicatrização é rápida e a recuperação também. E no decorrer de algumas semanas o rosto retorna à sua aparência normal.

Os resultados da Blefaroplastia são duradouros?

Podem levar algumas semanas para que os olhos desinchem totalmente, porem esse edema que resta é mínimo e residual. Normalmente demoram 2 meses para que as cicatrizes dos cortes fiquem maduras.

Protetores solares são sempre bem-vindos para manter a proteção adequada da pele, diminuindo a agressão solar externa que danifica o colágeno da pele.

Contudo, o processo de envelhecimento continua e a cirurgia não tem o poder de parar isso.

Com o passar dos anos, os pacientes retornam para fazer um pequeno refrescamento cirúrgico retirando menos pele, sendo um procedimento menos traumático.

Os riscos da cirurgia de Blefaroplastia são:

A decisão de se submeter a uma blefaroplastia é extremamente pessoal e você deve decidir se os benefícios irão satisfazer seus objetivos e se os riscos e complicações possíveis são aceitáveis

Seu cirurgião e equipe te explicarão os detalhes dos riscos associados à cirurgia. Você recebera um termo de consentimento para ler e assinar, garantindo assim que você recebeu e entendeu completamente as informações sobre o procedimento, bem como sobre os riscos e complicações.

Os riscos das blefaroplastias incluem:
– Hematomas (acúmulo de sangue)
– Infecções
– Cicatrização lenta e desfavorável
– Riscos anestesicos
– Sangramentos
– Assimetrias
– Complicações pulmonares e cardíacas relacionadas ao ato cirúrgico e à anestesia
– Riscos de trombose venosa profunda
– Mudanças na percepção da pele
– Danos ao nervo facial podendo causar paralisações transitórias ou permanentes
– Perda de cabelo em volta das incisões e descolamento
– Dor que pode ser persistente
– Cicatrizações anômalas e inestéticas
– Irregularidades no contorno da pele
– Alterações na pigmentação da pele e inchaço persistente
– Pontos podem ficar visíveis e ate extruir através da pele causando irritações necessitando remoção
– Possibilidade de revisão cirúrgica
– Posicionamento anormal das pálpebras, frouxidão ou fraqueza das mesmas fazendo com que ocorram exposição anômala dos olhos e ressecamento.

Realize perguntas
Muito importante que você faça todas as perguntas sobre suas duvidas durante as consultas antes da cirurgia. Ansiedade é natural, excitação devido às expectativas de como ficara sua nova aparência, stress pré-operatório também. Não fique tímida/o em tirar suas duvidas.

Em casa
Caso você sinta falta de ar, dor no peito, palpitações e outros sintomas clínicos, procure de imediato uma emergência hospitalar, que vai assegurar seu bem-estar físico em primeiro lugar. Seu cirurgião plástico devera ser avisado, pois ele e responsável pela integridade da sua cirurgia, e realizara as medidas necessárias para garantir seu resultado.

A pratica da medicina e da cirurgia plástica não são ciências exatas. Apesar de que bons resultados sempre são esperados, não existem garantias para os resultados. Em algumas situações, pode não ser possível atingir os melhores resultados apenas com uma cirurgia. Uma cirurgia menor pode ser necessária como revisão para melhorar o resultado final.

Cuidado
Seguir as instruções do seu cirurgião plástico corretamente é uma das chaves do sucesso da sua cirurgia. As incisões devem ser protegidas de forças antagônicas, abrasões e traumas durante a recuperação, para evitar complicações relacionadas.